3 Motivos para você conhecer a TI Bimodal

Que a Tecnologia da Informação é estratégica para as empresas, ninguém discorda. Mas quanto mais o tempo passa, mais é preciso fazer upgrade, e a TI também está passando por um deles, tendo em vista as ameaças e as novas necessidades que o mercado constantemente demanda. O grande volume de novos sistemas e plataformas lançados diariamente coloca em pauta um desafio vital na área de tecnologia em grandes empresas: como cuidar bem dos sistemas existentes e ainda pensar a frente e inovar sempre?

É através da TI Bimodal, por definição a prática de gerenciar dois modos de TI, aquela que gera estabilidade e segurança (a tradicional) e aquela que é não-linear e explora o novo, buscando a inovação com agilidade. Saiba nesse post como a TI Bimodal pode atender a essas duas necessidades de forma integrada.

MOTIVO 1: JÁ É REAL

Sim, a TI Bimodal já existe de forma segmentada: um grupo fazendo o desenvolvimento e manutenção e outro focando olhares em inovação tecnológica é algo comum para muitas empresas que estão preocupadas em construir o futuro. Essas duas equipes podem trabalhar separadamente, mas necessitam de pontos eficazes de diálogo.

Outra proposta seria integrar esses dois grupos em um só, trazendo a dinâmica do negócio para o coração da TI, e assumindo-a como parte fundamental do negócio. Nas empresas de grande porte, porém, ainda prepondera a TI tradicional. Isso envolve muitos aspectos que vão desde a construção de times com skills variados até a cultura empresarial e gerencial arraigada. São desafios e também oportunidades que precisam ser, primeiramente, identificados.

MOTIVO 2: TI COMO STARTUP – AGILIDADE E INOVAÇÃO

Por causa das habilidades desenvolvidas na área de TI, estamos chegando a possibilidades de interação que transformam profundamente o comportamento humano. No Brasil, porém, ainda há dentro das empresas entraves comuns a esses profissionais: atuar como esponja de demandas urgentes ou de problemas de usuários, com pouco ou nenhum tempo para a inovação. Inovar é melhorar!

É impossível achar que não é necessário haver quem mantenha o funcionamento dos sistemas. Mesmo assim, é preciso inovar. Para conquistar a fluidez necessária para evoluir constantemente, é interessante aprender a lição das startups: elas se estruturam para enfrentar riscos, reconhecem e trilham novos caminhos com velocidade.

Em uma grande empresa global do setor de TI, os funcionários relataram que era melhor trabalhar em casa da própria máquina do que no ambiente da empresa. Por isso, uma das soluções possíveis é montar uma segunda equipe voltada a essa visão de autosuperação. Suporte e desenvolvimento tradicional também precisam ser constantemente otimizados com melhor infraestrutura.

MOTIVO 3: TI + NEGÓCIOS: INTEGRAR E EDUCAR

Na grande maioria das organizações, é muito comum o setor de Negócios solicitar do Desenvolvimento sem que haja um diálogo verdadeiro entre as partes, o que ocasiona trabalho e retrabalho desnecessários. Essas áreas costumam ter prioridades e timings muito diferentes.

Ao final desse ciclo estão as equipes Operacionais, que acabam, algumas vezes, “pagando o pato” da falta de integração adequada desde o princípio dos projetos. Por isso, não apenas a TI precisa abraçar a filosofia bimodal, mas toda a corporação, conquistando mais agilidade.

Quanto mais um lado compreender verdadeiramente as dificuldades e desafios enfrentados pelo outro, mais eficazes serão na elaboração de projetos. Ademais, essas dinâmicas envolvem situações organizacionais que precisam ser bem estudadas, pois quando há falhas, elas prejudicam não só um ou outro setor, mas a produtividade e a capacidade de inovação em geral da empresa.

TI BIMODAL: OU VAI, OU RACHA

Até 2016, 75% das empresas devem adotar um perfil bimodal (Previsão Gartner Group). Por isso, grandes CFO’s e CIO’s já estão de olho nessa tendência crescente nas maiores empresas ao redor do globo.

Trata-se do crescimento da cultura de inovação, um ‘pilar sólido’ que precisa ser construído nas empresas de forma estratégica. O caminho passa por diversas etapas, como a educação dos usuários. Mas, se bem conduzida, essa mudança pode deixar sua empresa ainda mais madura e preparada para o que der e vier.

Fonte: Time MJV on 28/out/2015

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTACT US

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

© [2017] Blog da Inovação - Tecnologia, Criatividade, Inovação .

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?