Made in Brazil – Trabalhando remotamente com Startups do Vale do Silício

Palestra organizada pela Associação de Startups e Empreendedores Digitais de Brasília juntamente com Instituto Liberdade, foi realizada no Auditório Luís Eduardo Magalhães, com Campus da Unieuro – Asa Sul contou com a presença de convidados e alunos do curso de Sistemas de Informação da própria instituição de ensino. Rafael Torales possui mais de sete anos de experiência trabalhando remotamente com startups, cofundador da Startaê foi o responsável por conduzir a ministração, contou várias histórias, repassou um pouco de sua experiência e deu dicas para como começar trabalhar com empresas e pessoas de todos os lugares, neste caso, um serviço remoto.

Notebook + Internet = <3 – Com um dispositivo conectado a internet se pode ir longe, vender seu produto, conhecer novos parceiros, manter o networking ativo e ainda trabalhar em qualquer parte do mundo sem sair de seu Home Office.

English – Inglês é uma língua universal e para romper barreiras é obrigatório domina-la, não só ela, mas espanhol e francês dominam os mercados internacionais, até mesmo porque os clientes específicos do Vale do Silício entram em contato constantemente, até possuem professor particular. Então, um bom inglês é essencial!

Communication Skills – Manter uma boa comunicação, usar ferramentas interessantes que simplificam e otimizam processos, sempre é bom estar em comunicação com a equipe, usar métodos adequados para certas ocasiões.

Cultural Diversity – Sempre está lidando com pessoas de culturas diferentes, então é necessária a flexibilidade, com isso, saber que nem tudo faz sentido para outras culturas como faz para a nossa, até nos diálogos é importante.

Timezone – O fuso horário também conta muito, e trabalham sempre no horário dos clientes, dos parceiros, cada projeto com seu horário, se é de verão, de inverno e assim por diante, é importante para não se confundir e perder prazos .

Pricing – Quais os valores? É calculado o tempo, o custo, a distância do cliente e a qualidade no centro de tudo. Como trabalham com software o sistema de cobrança feita é por horas, e para cada produto um valor indefinido, o valor final fica em aberto.

Get Paid – Já que é um serviço remoto e para outro país, como é feito o recebimento? Bem, funciona básicamente assim:

A empresa informa ao banco sobre a transferência e envia um contrato ao cliente contendo as informações necessárias (Banco, conta, etc) e todas as informações sobre o serviço oferecido, o banco entra em contato com a empresa e pede a origem daquele montante, com isso recebe o contrato e libera a ordem de pagamento.

Your Company  >  Bank  >  Contractor Agreement  >  Invoice (Swiftcode)  >  Reiceive Order

Quer conhecer um pouco mais e quem sabe trabalhar com esses jovens empreendedores?

Startaê

rafael@startae.com

@rafaeltorales

www.startae.com

Related Post

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTACT US

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

© [2017] Blog da Inovação - Tecnologia, Criatividade, Inovação .

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?